CURTA A MINHA PÁGINA NO FACEBOOK

CURTA A MINHA PÁGINA NO FACEBOOK

Curta a minha página no Facebook e fique por dentro do que acontece em Itu. Diariamente compartilho Vagas de Empregos, Utilidade Pública, Direitos do Cidadão e Notícias da nossa cidade! 🙋‍♂️ #josegalvao #itu #itumelhor

Galvão faz indicação para melhorias no Bairro Potiguara em Itu

Aparentemente o asfalto é novo, mas já está tomado por buracos. A situação da Rua Carlos Alberto Lucarelli Membrive, no bairro Potiguara, preocupa e intriga os moradores da região. Já encaminhei a solicitação dos moradores à Prefeitura, estamos fiscalizando! 👀👊🚀
Viu algo errado no seu bairro? Um buraco na rua, um vazamento, uma obra parada? Envie para o meu whatsapp 📲 (11) 97281-5777. #josegalvao #itu #itumelhor

Médico atende pacientes sem máscara e Itu

Usuários do PAM do Parque Industrial reclamam da falta de fiscalização do poder público no tocante aos EPIs de segurança. Recebemos imagens de um médico circulando pelo local sem máscara. Para preservar a identidade não irei divulgar 🚫
Fica o pedido para que a Prefeitura possa ampliar a fiscalização nos postos de saúde, tendo em vista que é um local com grande fluxo de pessoas, os Médicos precisam ser exemplo e garantir a saúde da população! 😷 #josegalvao #itu #itumelhor #pam #mascara #fiscalização #denuncia #Covid19

Já fez o Licenciamento do seu veículo?

Agora, o licenciamento no Estado de São Paulo é 100% digital. Com o número do seu Renavam, você consegue pagar a taxa pelo aplicativo #PoupatempoDigital, caixas eletrônicos, casas lotéricas, internet banking ou no site do #DetranSP. O documento ficará disponível no portal do Detran.SP (www.detran.sp.gov.br) ou Denatran (www.denatran.gov.br) e também pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito – CDT, onde o proprietário tem acesso para salvar, compartilhar e realizar a impressão em papel sulfite comum. O Documento verde emitido pelo através do Poupatempo NÃO EXISTE MAIS!

Você encontra essa e outras utilidades públicas em nossa página no Facebook @josegalvaoitu

https://www.facebook.com/josegalvaoitu

Galvão questiona a falta de estrutura da Prefeitura para as aulas online

A pandemia do coronavírus forçou uma reinvenção da carreira do professor, já castigada no País por salários baixos e perda de prestígio. De uma semana para outra, com o fechamento das escolas, docentes tiveram de se acostumar com câmeras, edição de imagens, e pensar em estratégias que possam ser executadas da casa deles – para a casa dos alunos. Os desafios e as angústias são enormes. Há a falta de treinamento para o ensino a distância, dificuldade em avaliar se o estudante está aprendendo e principalmente a falta de equipamentos para os professores. “Tenho recebido inúmeras reclamações de professores da rede municipal sobre a falta de computadores e internet nas escolas das zonas rurais e locais mais distantes. Com esse fator muitos estão tendo de se locomover para o centro da cidade em outras escolas”, comenta o vereador Dr. José Galvão (DEM).

Pensando nesta questão, Galvão protocolou nesta semana um requerimento à Prefeitura de Itu solicitando as seguintes informações: “Quais os equipamentos e meios técnicos que serão disponibilizados aos professores para a realização do ensino à distância? Há em todas escolas da rede municipal de ensino equipamentos e internet disponíveis a todos os professores?”, além deste requerimento o edil compartilhou em suas redes sociais a seguinte questão: “Se os professores tem essa falta de recurso, imagine os alunos”. 

“Para os professores, que estão na ponta do processo, está claro que esse modelo não funciona. Ele não é inclusivo e aumenta ainda mais as desigualdades”, diz Rita Diniz, presidente da Apeoesp (Sindicato dos Professores da Educação Oficial do Estado de São Paulo) na Região de Itu, Salto e Porto Feliz.

“Como o contato com alunos e pais é via Internet, estamos recebendo demandas fora do nosso horário de trabalho, o que se torna cansativo ao longo do tempo. No meu caso específico, meu número de WhatsApp pessoal foi divulgado (sem minha autorização), e recebo mensagens em todos os horários e dias da semana”, disse uma professora que não quer ter seu nome divulgado.

Por lei, as escolas devem cumprir um calendário no ano de 200 dias letivos. Em nota, divulgada na última quarta-feira (25/05), o Ministério da Educação (MEC) diz que conjuntamente com estados e municípios, “ainda estuda como flexibilizar o ensino no momento em que a maioria das escolas está sem aulas, o que inclui ainda a carga horária máxima de ensino a distância que as escolas públicas poderão utilizar”.

Galvão apresenta Plano de Retomada Econômica para uma Itu Melhor

Foi protocolado na última quinta-feira (28/05) na Prefeitura de Itu o Plano de Retomada Econômica para Enfrentamento a Pandemia, com mais de 50 propostas apresentadas pelo Vereador Dr. José Galvão (DEM),  composto por 4 eixos: Saúde, Economia, Gestão e Assistência Social. “A cidade é feita por pessoas e só há boa gestão quando se ouve as necessidades dos moradores. Devido a falta de diálogo da prefeitura com empresários e pequenos empreendedores, propomos uma ação concreta para o futuro da cidade, nós ouvimos pessoas e especialistas, e elaboramos um Plano sólido e eficiente para Itu enfrentar a crise”, conta o Edil.

O Plano foi feito por ituanos de diversas áreas de atuação com a essência de cuidar de pessoas, tendo como princípio o Planejamento, Transparência e Gestão com sugestões a curto e médio prazo, para que a cidade lide com as consequências sociais após o necessário período de isolamento. “Se não pensarmos o futuro a partir de hoje a cidade ficará sem rumo. Por isso, o cuidado com as pessoas foi dividido nesse Plano em eixos: Garantir a Saúde de todos, Apoiar os que mais precisam, Impulsionar os agentes econômicos e Atender a população pela eficiência de gestão”, garante Galvão.

Entre as propostas está a redução de 30% dos salários do alto escalão do setor público (Prefeito, Vice Prefeito, Secretários), além da questão da frota de ônibus que foi reduzida, e está causando transtorno na vida daqueles que voltaram a trabalhar e dependem do transporte público. No projeto há ainda uma proposta para renegociar contratos com a Nutriplus referente à alimentação das escolas municipais, tendo em vista que os estudantes estão em casa e as escolas fechadas.

Outra questão são os impostos, com o desemprego e o comércio fechado muitos comerciantes perderam suas rendas, para isso o Vereador fez uma sugestão para que a Prefeitura possa postergar 3 meses nos impostos municipais nas atividades econômicas e de geração de renda; (ISS e IPTU), além de fazer convênio com a CIS para isentar pessoas em vulnerabilidade social e autônomos por até 3 meses.

Já na área da Saúde Galvão pela a instalação de Lavatórios em diferentes pontos da cidade como praças públicas, parques, pista de caminhadas (Galileu Bicudo), e também um Sistema de Plantão Psicológico gratuito, disponibilizando número de telefone; wahtsapp, serviço online ou presencial. “Tudo depende de nós para que nossa cidade não sofra com o lockdown, se nós não tivermos solidariedade, os índices crescerem ainda mais essa medida é uma possibilidade, além disso a Prefeitura precisa traçar um plano para que a cidade tenha sua economia retomada”, finaliza.

Vereador de Itu tem conta hackeada no Facebook

O vereador da oposição Dr. José Galvão (DEM) teve sua página no Facebook hackeada na última quinta-feira (28/05). Galvão conta que passou a manhã toda com seu perfil sendo administrado por um hacker que divulgava vagas de emprego antigas nos grupos, gerando confusão na população e para as empresas divulgadas.
Com o bloqueio, ele conta que passou por uma verdadeira maratona buscando o suporte e administrativo do Facebook e tendo de apagar diversas postagens publicadas pelo hacker.
O vereador alerta que a pessoa vítima de crimes virtuais deve fazer Boletim de Ocorrência e buscar seus direitos. “Foi um golpe baixo, mas nós conseguimos reverter a situação, nosso trabalho é sério e vai continuar”, disse Galvão m um vídeo postado em suas redes sociais após o ocorrido.

Galvão defende retorno dos cultos presenciais nas igrejas, com as restrições

O vereador José Galvão (DEM), apresentou uma indicação, endereçado ao prefeito de Itu, em que solicita que as igrejas tenham o direto de voltar a fazer cultos religiosos presenciais com 30% da capacidade. No documento, o vereador deixa claro que a reabertura, nesses tempos de pandemia de Covid-19, deve ocorrer com toda responsabilidade e segurança, respeitando as determinações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde.

“Assumimos o compromisso de adotar todas as providências para evitar aglomerações, permitindo o ocupação de apenas 30% dos assentos, obedecer ao distanciamento, inclusive, as pessoas devem permanecer 1 metro de distância umas das outras no interior das igrejas, bem como, cada igreja deve adotar todas as medidas relacionadas a higienização já na entrada, permitindo o ingresso de pessoas somente se devidamente usando máscara e acesso à álcool em gel”, justifica Galvão.

O vereador considera a realização de cultos presenciais de fundamental importância nesses momentos porque, segundo ele, muitas pessoas sofrem a síndrome do pânico ou de depressão e necessitam buscar justamente esse conforto espiritual. Tendo em vista que a igreja é um local de aconselhamento pastoral, um refúgio na hora da aflição, um local de alívio das tensões ao ouvir a pregação da palavra de Deus. E acima de tudo, é na igreja que recebemos alegria, paz de espírito e conforto social, tendo portando uma relevância importantíssima, tanto na esfera espiritual, psicológica e social.

Galvão prestigia formatura da ONG João de Barro em Itu

ONG João de Barro forma 200 alunos em cursos Culturais, esportivos e profissionalizantes

Foi realizada na noite de 29 de janeiro (quarta-feira), no Salão Nobre do IBAO em Itu, a formatura dos cursos promovidos pela ONG João de Barro ao longo do ano de 2019. O evento contou com a presença de formandos, familiares e todos os professores da entidade, que oferece capacitação profissional para a população ituana.

Estiveram presentes o vereador Dr. José Galvão Moreira Filho, que fundou a ONG, e sua esposa Diana Galvão, atual presidente. “Foi um sucesso, o IBAO ficou lotado. Fiquei emocionada ao ver o trabalho da ONG refletindo na vida de tantas pessoas”, celebra Diana sobre mais uma formatura realizada pela João de Barro.

Além da entrega de certificados aos formandos, houve também apresentações artísticas. A professora do curso de Libras (Língua Brasileira de Sinais) realizou uma apresentação musical com a linguagem usada para comunicação entre deficientes auditivos.

Foram certificados os alunos dos cursos de Inglês Básico, Informática, Libras, Taekwondo, Barbeiro, Cabeleireiro, Maquiagem, Manicure e Pedicure, Design de Sobrancelhas, Técnicas em Administração, Técnicas em Recursos Humanos, Ferramentas da Qualidade e Auxiliar Odontológico.

 

ONG João de Barro arrecada meias velhas para fazer cobertores para quem precisa

Projeto em parceria com a empresa Puket transforma meias velhas em cobertores

 

Talvez, você pense que um único par de meias não faz muita diferença para quem precisa se proteger das baixas temperaturas que este ano promete. Mas, se juntarmos milhares de pares de meias e transformá-las em cobertores, a gente começa a pensar diferente.

Há seis anos, a empresa Puket criou o projeto Meias do Bem. A iniciativa já arrecadou mais de 1 milhão de pares de meias e impactou mais de 300 mil pessoas, moradores de abrigos e em situação de rua. Agora o projeto está sendo implantando na cidade de Itu através da ONG João de Barro.

“O objetivo da nossa participação é saber que podemos usar algo que seria jogado fora para ajudar alguém, assim como contribuir com o meio ambiente. Estamos muito felizes, pois temos o objetivo de ajudar moradores de rua com o projeto Meias do Bem, e esta campanha contribuirá para enriquecer essa ajuda”, conta o fundador da ONG, José Galvão.

Para doar, basta ir até a ONG João de Barro na Rua Convenção, 144 Centro de Itu e depositar suas meias em uma urna na recepção da entidade. E se você tiver apenas um pé, ou, ainda, se a meia estiver furada ou rasgada, não tem problema! A doação terá a mesma serventia que um par de meias em bom estado. O Meias do Bem só não recebe meias sociais e meias-calças, já que são elaboradas com um tecido que não pode ser reaproveitado nos cobertores.

São várias etapas para este processo, uma transportadora contratada percorre todos os pontos de venda no Brasil inteiro para reunir as doações. As meias, em seguida, são higienizadas, trituradas e passam por todo o processo necessário até se transformarem em cobertores. Para fazer um cobertor de casal, por exemplo, são necessários 40 pares de meias.

A ONG João de Barro possui hoje diversos projetos ambientais e sociais, como: Coleta de Óleo de Cozinha usado, Troca de Lacres por Cadeira de Rodas, Coleta de Latinhas para confecção de ferramentas, Coleta de pilhas e baterias para o descarte correto, Projeto de Corte de Cabelo em regiões de vulnerabilidade social, entre outros. “Agora estamos com mais essa iniciativa, que deveria servir de exemplo para outras empresas na região, iniciativas como esta tornam o negócio mais sustentável e provam seu comprometimento social e ambiental com a sociedade”, explica a presidente da ONG, Diana Galvão.

 

 

 

Pontos de Coleta:

 

Loja Love Brands Itu

  1. Floriano Peixoto, 621 – Centro, Itu

Segunda à Sexta das 9h às 18h

Sábado das 8h às 14h

 

ONG João de Barro Itu

Rua Convenção, 144 Centro de Itu

Segunda à Quinta das 8h às 22h

Sexta das 8h às 18h