Na Câmara

Vereadores recebem professores da rede municipal para entenderem mudança no cálculo na carga suplementar

Na tarde da última terça-feira, 24 de janeiro, os professores da rede municipal estiveram na Câmara Municipal para procurar ajuda dos Vereadores em relação à mudança que será realizada na remuneração da carga suplementar do salário que recebem.

Os professores foram recebidos num primeiro momento pelos vereadores, Reginaldo Carlota, Henrique de Paula e Rodrigo Macruz. Em seguida, aconteceu uma reunião final com o presidente da Casa, José Galvão. Na ocasião, os professores expuseram seus problemas e pediram apoio dos vereadores.

A fim de compreender o ocorrido, os vereadores procuraram o Secretário de Governo, Rodrigo Tomba, e organizaram um encontro, que foi realizado no plenário da Câmara na manhã de quarta-feira, dia 25. Além de Tomba, estavam presentes o Secretário Municipal de Educação, Walmir Scaravelli, do Superintendente do ITUPREV, Luiz Carlos Brenha e com o Controlador Geral, Haroldo Baez e o Presidente da Câmara José Galvão, os vereadores: Dito Roque, Henrique de Paula, Manoel Monteiro Gomes (Mané da Saúde), Maria do Carmo Piunti, Normino de Oliveira (Normino da Rádio), Rodrigo Macruz, Dr. Sérgio Castanheira, Thiago Gonçales e Wilson Leonardi (Wilson da Farmácia).

Na ocasião, foi esclarecido que os professores foram informados do erro nos cálculos nos salários no último dia 12 de janeiro, no Centro de Capacitação dos Professores no Paço Municipal. Esse erro nos cálculos da carga suplementar (“dobra”), como foi esclarecido pelo superintendente, ocorreu pois em cima da “dobra” estavam sendo calculadas as bonificações de triênio e sexta parte. Porém estas só podem ser calculadas em cima do salário base do servidor e não do total que ele recebe por mês. Com este cálculo sendo feito incorretamente o desconto para o benefício previdenciário realizado em cima da folha também estava sendo incorreto.

O servidor que requerer junto ao ITUPREV o ressarcimento dos descontos calculados em cima do erro irão receber todo o acumulado de 5 anos em uma única parcela, à vista, de acordo com Brenha. O professor que tiver direito a esse pedido, será informado individualmente, e terá até 5 anos para fazer o pedido.

Por fim, é importante esclarecer que a Prefeitura deixou claro que o ocorrido foi um erro administrativo. Não haverá mudança no Estatuto por já estar previsto esse tipo de bonificação. Para esclarecer todas as dúvidas, os vereadores receberão os professores em uma reunião no plenário, nessa sexta-feira, 28, às 15h.

Galvão se reúne com secretário para saber quais são as principais ações na Saúde

O presidente da Câmara de Vereadores José Galvão, esteve na tarde da última quarta-feira (18) na prefeitura, com o vice prefeito e secretário municipal de Saúde, Caio Gaiane para discutir algumas ideia se entender como o secretário pretende resolver alguns problemas emergenciais enfrentados pela população.

Um dos questionamentos foi saber do secretário qual o prazo para a reabertura do pronto socorro São Camilo. Segundo o secretário o assunto ainda está em discussão e em tramite de avaliação.

Mas, garantiu ao vereador que já estátomando medidas de urgência com relação aos postos de saúde que se encontravam em péssimas instalações, também ponderou que estará dando uma atenção especial aos prontos atendimentos do bairro Padre Bento, Parque Industrial e Vila Martins. Além do UPA – Unidade de Pronto Atendimento 24h que será inaugurada no Bairro Nossa Senhora Aparecida.

Além desses assuntos Galvão também sugeriu algumas ideias, dentre elas a  criação do serviço de agendamento de consulta pela internet na rede básica de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS), com objetivo de diminuir as filas de espera.

Câmara de Vereadores de Itu realiza Sessão Extraordinária em primeira semana do ano.

A nova mesa diretora da Câmara de Vereadores de Itu começou o ano com Sessão Extraordinária, convocada pelo Presidente, Dr. José Galvão, no final da sessão especial e eleição da mesa, no primeiro dia do ano. A extraordinária foi realizada no último dia 05 de janeiro, quinta-feira, e contou com projetos importantes para a cidade de Itu e para a nova administração da cidade.

Entre eles, estão:

Companhia Ituana de Saneamento – CIS

A criação da Companhia Ituana de Saneamento (CIS). A proposta faz parte do plano de governo do novo Prefeito Guilherme Gazzola. A CIS, conhecida popularmente como “novo SAAE”, foi instituída para devolver ao poder público a administração do serviço de água e esgoto do município. O objetivo da proposta é sanar o problema das crises hídricas, como a ocorrida em 2014. O projeto foi aprovado por unanimidade pelos Vereadores.

Redução do orçamento

Outro projeto que foi debatido e aprovado por unanimidade dos parlamentares é a redução do orçamento da Câmara, que foi reduzido de R$19.567.000,00 para R$11.354.000,00 devolvendo ao Executivo Municipal 8.213.000 milhões de reais. A redução foi a forma encontrada pelo novo quadro de Vereadores para contribuir para administração municipal enfrentar as dificuldades destes anos de crise econômica. O projeto de autoria da mesa diretora foi assinado por todos os Vereadores.

Coletiva de imprensa

Após a Sessão extraordinária, o Presidente e os Vereadores convidaram a imprensa local para uma entrevista coletiva. O objetivo da reunião era dar um parecer sobre as demandas e a direção que o legislativo irá tomar no ano de 2017.

O Presidente Dr. José Galvão declarou que o objetivo desta gestão é dar atendimento de excelência para a população ituana. Será feito a revisão dos contratos da Câmara visando diminuir os custos do legislativo. Além disso, os vereadores apresentaram um projeto para mudança das sessões legislativa, para que a população consiga participar dos encontros. Atualmente as sessões ocorrem às segundas-feiras, às 14 horas. No projeto o horário seria alterado para às 19 horas e trinta minutos.

Outra determinação da nova Presidência será a manutenção do Instituto Legislativo Ituano: “Nós vamos manter o Instituto do Legislativo Ituano – ILI, mas vamos fazer algumas reformulações… nós entendemos que é um espaço democrático em que podemos fazer cursos de capacitação para os funcionários e para a população”. “Para ser bem sincero, essa Legislatura não tinha interesse de manter o ILI. Os números que nós tínhamos do ILI era de um gasto anual de R$ 575 mil, mas, pelos dados que foram trazidos da contabilidade, não é esse valor; o gasto de 2016 com o ILI foi de pouco mais de R$ 100 mil” destacou o Presidente Galvão. Nessa demanda a Câmara irá se conveniar à UVESP (União de Vereadores do Estado de São Paulo) para buscar cursos de capacitação, além de parcerias com a FATEC, CEUNSP, ACADIL entre outros.

Palavra do Presidente José Galvão

Assumo pela primeira vez em minha carreira política, a presidência da Câmara. Minha vocação política surgiu nos movimentos estudantis, liderando grandes mobilizações por mais qualidade de ensino.Durante mais de 20 anos trabalhei na Prefeitura de Itu, ocupando cargos que resultaram em benefícios à comunidade.

Fui Vereador por dois mandatos (1992 a 2000), sendo autor de grandes projetos de inclusão social, sempre defendendo os interesses da coletividade. Retorno a essa Casa de Leis reafirmando meu compromisso com o povo de Ituem lutar por uma Itu melhor, com mais qualidade de vida e oportunidade para a nossa gente, para isso espero poder contar com todos vocês. É imprescindível a participação popular para que juntos possamos lutar e fazer com que o desenvolvimento aconteça.

Caminharemos seguindo as Leis que regem o Município, o Estado e o País. Seguiremos com o compromisso de cumprir nossa função institucional, legislativa, fiscalizadora e administrativa, permitidas pela lei e reguladas pelo Regimento Interno da Câmara de Itu. Ressalto que nessa jornada não estou sozinho. Somos 13 vereadores, eleitos para representar um dos Municípios importantes da Região Metropolitana de Sorocaba.

Conto com o trabalho de todos os vereadores eleitos e agradeço a todas as autoridades dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário; a todos os representantes da sociedade civil, entidades filantrópicas e demais sociedades organizadas de Itu. Coloco a Câmara à disposição de todos, sem exceção. E aproveito esse espaço para quatro agradecimentos especiais:a Deus, o motivo de todas as coisas;à minha família, pelo apoio e por representar todas as demais famílias desse Município; à população de Itu, que é a razão de estarmos aqui; e aos dignos servidores públicos municipais, em especial aos da Câmara Municipal, que serão os grandes responsáveis por me auxiliar nessa caminhada, o que só aumenta minha responsabilidade para com a vidapública.

Tenho um dever e me sinto honrado em estar aqui para cumpri-lo. Sigo esse meu caminho com a seriedade que trago da minha vida privada. Acima de tudo, espero ser sempre norteado pelo cumprimento ao princípio da Democracia, do bem comum e do respeito aos nossos munícipes, nosso bem maior! Muito obrigado a todos e que Deus nos abençoe.

 

José Galvão Moreira Filho, professor, advogado e presidente do legislativo ituano.

José Galvão é eleito presidente da Câmara

Aconteceu na tarde de domingo (1°) a sessão que marcou o início dos trabalhos da nova Câmara dos Vereadores de Itu. A abertura foi feita por Reginaldo Carlota (PTB), vereador mais votado na última eleição municipal. Diante de um plenário completamente lotado pelos assessores dos eleitos, os vereadores escolheram por unanimidade José Galvão (DEM) como o novo presidente.

A chapa vencedora é composta ainda por Normino da Rádio (PHS) – vice-presidente; Rodrigo Macurz (PTB) – 1° Secretário e Wilson da Farmácia (SD) – 2° Secretário.

Ao tomar posse do cargo, o presidente eleito agradeceu a cada vereador pela confiança depositada. “Que Deus nos dê bastante sabedoria na condução dos trabalhos do Legislativo. Sabemos que teremos muitos desafios para reconstrução da nossa cidade, para buscarmos uma moralização dos serviços públicos, mas todos os vereadores estão convictos e sabedores de seus deveres e obrigações e, com certeza, o Legislativo ituano irá resgatar a credibilidade e a confiança”, enfatizou Galvão.